Total de visualizações de página

segunda-feira, 20 de abril de 2015

158 anos


Cidades

Caraguá comemora 158 anos 
caraguá comemora hoje,
 dia 20 de abril, segunda-feira, mais um ano de vida. É, mais uma primavera que a cidade comemora. Caraguatatuba surgiu há 158 anos. Hoje, a cidade é conhecida como Caraguá.

Nossa cidade passou por períodos muito difíceis antes de se transformar no que é hoje. Sobreviveu a uma epidemia e a uma catástrofe natural em 1967. Os mais antigos se recordam daquela tragédia de 67 quando nossa cidade ficou parcialmente destruída. Triste lembrança...
Catástrofe de 67

Após a catástrofe, a economia local ficou muito abalada. Pouca gente frequentava a cidade e o comércio passou muitas dificuldades. Foram momentos de muitas dificuldades. Triste lembrança...

Com o passar dos anos, a união dos nossos moradores, dos nossos comerciantes, as coisas foram aos poucos mudando e melhorando. Apesar das dificuldades enfrentadas pelos nossos prefeitos, que poucos recursos possuíam para investir em infra-estrutura, Caraguá foi se superando...

Foi a partir da primeira administração do prefeito Antonio Carlos que as coisas começaram a melhorar. Os investimentos feitos na orla central-urbanização e duplicação da avenida Arthur Costa Filho transformaram a cidade. Caraguá era até então uma cidade tipicamente de interior, apesar de ser uma estância balneária.

Interessante, apesar de ser uma cidade a beira mar, tudo girava em torno da praça central, a praça Cândido Mota. Ali ficavam os bares, lanchonetes, sorveterias que se transformaram em ponto de encontro de moradores, veranistas e turistas.

Não havia praticamente nada na orla. Na praça tinha a lanchonete Estrela, na época, o principal atrativo noturno da cidade; a sorveteria Aldo; e a paquera rolava na praça e na rua Altino Arantes...As praias mais badaladas eram a prainha e a Martim de Sá.

Turistas passavam por aqui em direção à Ubatuba e São Sebastião, sem praticamente notar que nossa cidade existia. Paravam por aqui, apenas para descansar da viagem. Aqui paravam para fazer xixi ou fazer um lanche. Depois seguiam em direção as cidades vizinhas...Triste lembrança...

Foi uma bela sacada do prefeito Antonio Carlos em investir na orla. A partir daí, tudo começou a mudar. E mudaria muito mais, após suas administrações. Vieram investimentos no saneamento básico (antes as praias viviam poluídas), em pavimentação, em pontes, em iluminação, em escolas, construção de ginásios esportivos na educação, na cultura, no social, na segurança (instalação dos Bombeiros)...

E, os veranistas e turistas começaram a valorizar mais a nossa cidade...Vieram muitos investimentos por parte da iniciativa privada...A cidade começou a contar com inúmeras agências bancárias, supermercados, lojas de renome, concessionárias, hotéis, restaurantes, pousadas e, todo tipo de comércio...Antes, a gente tinha que ir até São José dos Campos para fazer compra, até mesmo, em supermercado...Faltava bebida durante o verão e, até mesmo, água...

E, veranistas e turistas, pararam de descer a serra com seus porta-malas carregados de comida e bebidas...Hoje, existe uma variedade muito grande de produtos e, bons preços nos supermercados e em todo o comércio, de uma maneira geral....Caraguá é uma cidade de boa infra-estrutura (pavimentação, pontes, iluminação...), comércio diversificado, bons hotéis, restaurantes e shoppings...

Tudo mudou e melhorou. Comenta-se que existe uma Caraguá antes de Antônio Carlos e outra, após Antônio Carlos. É claro, sempre com o envolvimento da prefeitura, do comércio e de nossos moradores. Temos problemas. Isso é evidente. A cidade não para de crescer. Toda cidade com boa infra-estrutura acaba atraindo o interesse das pessoas de fora.  Comenta-se que a cada dia chegam de cinco a seis novas famílias na cidade...

Por isso, a prefeitura investe em mais escolas, creches, na saúde, no esporte, na cultura...Não tem como parar de investir...A cidade não para de crescer...E, com a duplicação da rodovia dos Tamoios, aumentou a presença e fequência de veranistas e turistas na cidade e região. Isso tudo gera emprego, gera renda,gera mais recursos para a prefeitura poder investir...

Escuto o pessoal reclamar que falta emprego para os jovens. Trabalho nunca faltou. Entendo que falta capacitar melhor nossos jovens para as oportunidades oferecidas pelo nosso comércio. Caraguá não conta com indústrias. Conta com vagas nos hotéis, nos restaurantes, nas lojas, nas lanchonetes...Isso é trabalho também...Vejo muitos jovens irem para o exterior, lá trabalham entregando pizza, limpando jardim, na construção civil...Porque aqui não enxergam essas atividades como trabalho?

Na área educacional temos faculdades, escolas técnicas de excelente nível para nossos jovens estudarem e se qualificarem. No passado, não tínhamos acesso ao ensino superior aqui na região. Era preciso ir estudar no Vale do Paraíba ou na capital. Vi muitos colegas, dos mais inteligentes, abandonarem seus estudos por que suas famílias não tinham condições de bancarem os custos em outras cidades...

Percebo o interesse do prefeito Antonio Carlos em melhorar ainda mais os serviços destinados às crianças, jovens, idosos e pessoas com deficiência...É isso...Onde muita gente vê apenas obra, é preciso enxergar seres humanos...Não existe escola sem paredes; posto de saúde sem teto; e ruas, sem esgoto e calçamento...Ainda mais numa cidade que vive e depende do turismo...

Chegamos aos 158 anos. Se olhar para trás, é fácil, muito fácil, enxergar nossos avanços, em todas as áreas, social, educacional, esportiva, cultural, religiosa, comercial e empresarial...Temos muito o que comemorar...

   

sexta-feira, 17 de abril de 2015

Mídia aniver


Mídia

Expressão Caiçara e Caraguá FM comemoram aniversário.

 

Neste mês de abril a cidade de Caraguá também comemora o aniversário de dois dos seus principais veículos de comunicação: o jornal Expressão Caiçara e a rádio Caraguá FM. Hoje, cidade conta com outros jornais como o Noroeste News, o Melhor Idade e o Jornal Regional. As revistas Revista da Cidade, Costa Vip Brasil e a Casa Praia. Caraguá tem também outras rádios, como a Oceânica, a Integração, a Nativa e a Antena 8. E, também, uma TV, o Canal 20.

Todos esses veículos são de grande importância para o município. Através deles moradores e veranistas podem acompanhar tudo o que acontece na cidade. É claro que muita coisa circula pelas redes sociais através de portais, blogs e o facebook. O que importa é que o crescimento da cidade, também ampliou a presença dos veículos de comunicação.

O Expressão Caiçara completou este mês 33 anos de existência. Lembro bem como tudo começou porque fui um dos responsáveis pela sua criação junto com o Lázaro Macedo e o Donizete, na época diagramador do Jornal ValeParaibano, onde trabalhávamos eu e o Lazão. A gente se reunia na quinta-feira a noite no apartamento do Lazão e da Cibele, ali na rua Sebastião Mariano Nepomuceno, e em poucas horas o jornal tava pronto. O Donizete subia para rodar o jornal em São José, na gráfica do ValeParaibano.

Foi sem dúvida o primeiro jornal com “cara” e “estilo” de jornal feito aqui na cidade. Até então circularam pela cidade jornais mensais e semanais feitos pelo ex-prefeito Altamir Tibiriça Pimenta(A Voz do Litoral); o comerciante José Massariol(Radiolit) e o Monteiro Júnior. Eram publicações feitas com muitas dificuldades, mas que não procuravam fazer grandes questionamentos. Registravam apenas o que acontecia na cidade, nas áreas políticas, esportivas e sociais. O Lima(Jornal da Praia) e o corretor Pierre também investiram neste segmento.  

O Lazão, em dificuldades para manter o jornal, decidiu vende-lo para o Lúcio Fernandes. Depois de algum tempo, o jornal parou de circular. Aí apareceu o empresário Roberto Espíndola, na época dono da Rádio Oceânica. Roberto deu um novo dinamismo ao Expressão Caiçara. O jornal passou a ganhar destaque e aumentou sua importância junto à comunidade local. A página 2 passou a ter notinhas bem apimentadas...

Roberto Espíndola foi uma das pessoas mais importantes na área da comunicação em Caraguá. Hoje, se dedica, exclusivamente, a Revista da Cidade. Roberto deixou o jornal para seu filho Caíto por volta de 2005. O Expressão continua em circulação, mas suas matérias se restringem apenas aos releases enviados pelas prefeituras.  A página 2 continua atraindo o interesse dos leitores com suas notinhas apimentadas. O jornal continua sendo um dos mais lidos da cidade. Tem circulação semanal e é distribuído gratuitamente. Parabéns ao Expressão Caiçara...

Jornal Regional, grande audiência
A Caraguá FM completa no próximo dia 21, 12 anos de existência. A rádio surgiu da iniciativa do empresário Mauri Diniz, já falecido. Acompanhei todo o processo da implantação da rádio. As viagens de Mauri para Brasília para tratar com os políticos a concessão da emissora. A liberação do canal foi concedida ao Mauri e ao Nadib. No começo, a Caraguá FM teve dificuldades para conquistar a preferência dos ouvintes. Sua programação não ajudava...
Foi a partir da entrada do Ricardo Mazzey e do Forlim, radialistas competentes e experientes, que a emissora passou a conquistar cada vez mais ouvintes. Hoje, a emissora tem grande audiência em Caraguá. Mazzey e Forlim continuam comandando os programas de maior audiência da emissora. A rádio conta com uma boa revelação: o jornalista Miltinho Diniz, sobrinho do Mauri.  A Caraguá FM enfrenta forte concorrência da Nativa FM e da Morada do Sol, mas acredito que lidera a audiência na cidade, principalmente, no período da manhã. Parabéns a Luciana Diniz e ao Marquinhos Nabid proprietários da emissora.             

quinta-feira, 16 de abril de 2015

Lucas Lucco


Aniversário

  Caraguá comemora 158 anos com boas atrações

Hoje, tem Lucas Lucco
Caraguá completa 158 anos, no dia 20 de abril, mas as atrações de aniversário começa, hoje, quinta-feira, dia 16, com o show do cantor e compositor Lucas Lucco, no Centro de Eventos do Litoral Norte, na praia do Porto Novo. O show é gratuito e começa às 23 horas.  Lucco, aos 23 anos, faz hoje uma média de 22 shows por mês e sua música  “Mozão”, foi a mais tocada nas rádios brasileiras no ano passado.

Os shows de aniversário prosseguem até a terça-feira, dia 21. Confira: dia 17 (sexta-feira) – Thaeme e Thiago; no dia 18 (sábado) – Edson e Hudson; dia 19 (domingo) – Chitãozinho e Xororó; dia 20 (segunda-feira) – Rio Negro e Solimões/ Giovani Reis e Fabrício; e, dia 21 (terça-feira) – Inimigos da HP.

Tem também boas peças teatrais no teatro Mário Covas. No domingo (19/4), às 21h, teremos o espetáculo “Eri Pinta Johnson Borda”, escrito e interpretado pelo ator e comediante Eri Johnson e dirigido por Roberto Talma. No palco, além de misturar histórias reais com fictícias, Eri relembra alguns dos importantes personagens que marcaram sua carreira.

Os ingressos custam R$ 60 inteira e R$ 30 meia-entrada antecipado e R$ 80 inteira e R$ 40 meia-entrada no dia e podem ser adquiridos na loja Presson (Calçadão Santa Cruz), na livraria Nobel (Serramar Parque Shopping), no site www.ingressorapido.com.br ou na bilheteria do Teatro, no dia da apresentação, a partir das 14h.
O Teatro Mario Covas está localizado Avenida Goiás, nº 187, no Indaiá. Mais informações: (12) 3881.2623 ou www.fundacc.com.br.

 

Anistia

Prefeitura terá plantão no feriado prolongado

Moradores e veranistas poderão aproveitar o dia 20(feriado municipal) para quitarem débitos com a prefeitura, aproveitando a anistia oferecida. Haverá plantão especial na segunda-feira. O benefício é concedido mediante requerimento do interessado, isento de taxas e emolumentos, com dispensa de 100% do valor de juros e multa nos seguintes casos: pagamento em cota única; débitos de até R$ 10 mil com 90% de desconto para pagamento em até seis parcelas iguais; e débitos acima de R$ 10 mil com 90% de desconto com entrada de 30% do valor com parcelamento em até três vezes. O atendimento será feito das 9 às 16h30.

Para facilitar o atendimento, o contribuinte deve trazer o número de identificação do imóvel e/ou o número de inscrição municipal, o requerimento de anistia preenchido, acompanhado do RG e CPF. Os representantes de terceiros precisam de procuração.  O documento pode ser baixado no site http://www.portal.caraguatatuba.sp.gov.br/ ou retirado diretamente no balcão de atendimento da prefeitura.  

Apesar do feriado, a prefeitura terá plantões: a Defesa Civil funciona em regime de plantão de 24 horas. Os casos de emergências podem ser comunicados pelo telefone 199; O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) conta com quatro ambulâncias para as emergências durante 24 horas. As altas hospitalares são atendidas pelo setor de Transporte da secretaria de Saúde diariamente. O horário de funcionamento é das 7h às 19h. Telefones de plantão: Defesa Civil – 199 e SAMU – 192.  

 

Pedágio

Grupo Queiroz Galvão assume a rodovia dos Tamoios
O governador Alckmin assina hoje  a passagem da administração de toda a rodovia dos Tamoios ao grupo Queiroz Galvão, que venceu a licitação para a duplicação do trecho de serra. A concessão irá durar 25 anos. O consórcio será responsável pelo trecho de serra, dos contornos e do planalto da Tamoios, que foi duplicado pelo Estado. Quem controla a estrada hoje é a Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A). Segundo a Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), a cobrança de pedágios será feita a partir do ano que vem e está condicionada à execução de 6% das obras de duplicação do trecho de serra. Segundo informações, as obras devem ser iniciadas após o consórcio assumir a operação da estrada e obter a Licença de Instalação.

Licitação. O grupo Queiroz Galvão venceu três consórcios e foi declarado vencedor da licitação da serra em outubro. As obras serão feitas por meio de PPP com o Estado, que gastará R$ 2,185 bilhões do total estimado para o custo da duplicação, de R$ 2,9 bilhões.
O restante --R$ 715 milhões-- será aportado pelo grupo Queiroz Galvão, que terá ainda que investir mais R$ 1 bilhão ao longo dos 25 anos de concessão. A empresa tirará o lucro apenas da cobrança de pedágio, previsto para ser feito em três praças ao longo da rodovia.
Haverá cobrança nos km 15,7 e km 56,6 e no contorno de Caraguatatuba, que está em obras. Os valores serão de R$ 2,80, R$ 4,90 e R$ 1,90, respectivamente.
O trecho de serra fica entre os km 60,45 e km 82 e exigirá a construção de uma nova pista, com 12,6 km de túneis e 2,5 km de viadutos. Além do início da duplicação da serra, o consórcio terá que fazer obras como operação tapa-buraco e restauração da sinalização. Fonte: O Vale.  


quarta-feira, 15 de abril de 2015

Aumento


Água

Sabesp quer reajuste

A situação não tá nada fácil para a Sabesp. A crise hídrica no estado parece ter surpreendido a empresa. Segundo consta, o dinheiro anda curto na empresa. Foram demitidos funcionários. Foram feitos cortes nos investimentos. Aqui, em Caraguá, parece que foi deixado para mais para à frente a execução de obras importantes, como por exemplo, as obras de saneamento básico do Jardim Gaivotas. Agora chega a notícia de que a Sabesp vai pedir à Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp) um aumento total da tarifa de 22,70%. O pedido de aumento seria feito hoje, quarta-feira. É bom lembrar que aqui, em Caraguá, o IPTU de 2015 foi corrigido de acordo com a inflação do período. No caso da Sabesp, a empresa, indicará como proposta da companhia um aumento total da tarifa composto pelo reajuste tarifário pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), de 8,13%, menos o fator de produtividade de 0,94% e mais o resíduo de 0,57% do ajuste compensatório retroativo, somando 7,80%. A esse porcentual, a Sabesp somou 13,82% referentes a um desequilíbrio de energia e volume faturado de 6,36%, mais 7,02% que se refere ao "período de compensação". Tudo isso dá um total de 22,70%. Em sua apresentação, a Sabesp deixa claro que pleiteia somente o referente ao aumento da energia elétrica e à redução do volume faturado. Segundo apresentação da Arsesp feita hoje em audiência pública, a Sabesp projeta um aumento de 47% no custo de energia em 2015 e de 85% em 2016. Fonte: Estadão.

 

Dengue

 

Casos continuam crescendo em Caraguá

 

É preciso mais envolvimento da população no combate a dengue. A prefeitura tem feito o que pode para eliminar os criadouros e prestar um bom atendimento as pessoas que procuram as UBSs e o UPA. A prefeitura faz a limpeza dos bairros, promove o cata-treco, contratou mais agentes para fazer a nebulização(aplicação do inseticida, ampliou o horário de atendimento nas UBSs, além de fazer o trabalho de conscientização com apoio das igrejas católica e evangélica ,servidores públicos, universitário e entidades.

 É evidente que a dengue é um problema sério em todo o estado. A situação é das mais críticas e por isso é de fundamental importância a colaboração de todos. Os números de casos em Caraguá surpreendem: 2366 casos positivos e 375 em investigação. Foram registradas duas mortes por dengue até agora; outras duas foram descartadas: e, sete estão ainda sendo investigadas.

Os casos atingem mais a região Sul, 44,65%. Lá, um total de 1056 pessoas, contraiu a doença. Na região os bairros com mais casos são: Perequê, com 223 casos; Morro do Algodão, com 210; e, Travessão com 189 casos.

Na região central a situação também é preocupante. O centro tem 36,96% dos casos, ou seja, 874 casos positivos da doença. Entre os bairros com mais casos estão O Jaraguazinho com 162 casos; a Martim de Sá, com 123; e, o Rio do Ouro, com 111 casos.

A região Norte registra 432 casos da doença (18,27% dos casos). Os bairros com mais casos de dengue são: Olaria, 141; Casa Branca, com 94 e Massaguaçu, com 93 pessoas com dengue.

segunda-feira, 13 de abril de 2015

A fera brasileira


Esporte

 

Clodoaldo Silva: um esportista brasileiro dos mais dignos.

 
Eu, o prefeito Antônio Carlos, Clodoaldo, secretária Ivy e Vitor.

Fiquei muito feliz em conhecer pessoalmente o Clodoaldo Silva, o “clodoágua”, atleta paralímpico brasileiro. Ele, que é detentor de 13 medalhas e um dos maiores recordistas brasileiros em paralímpiadas, esteve em Caraguá, na última sexta-feira, para prestigiar a inauguração da Estação Energia - Academia Inclusiva, que o prefeito Antonio Carlos da Silva, instalou na praça Tom Ferreira, na orla central.

Ele detém 13 medalhas, seis delas de ouro, em participações em paralimpiadas e jogos parapan-Americanos. Apesar da fama internacional Clodoaldo é um exemplo de um brasileiro digno. Ele percorre o país para dar palestras, onde procurar estimular, pessoas com deficiência ou não, a prática esportiva. “O esporte é fundamental para mudar a vida das pessoas e foprmar bons cidadãos”, comentou ele. Clodoaldo, tem esse nome, em homenagem prestada por seu pai ao jogador Clodoaldo, do Santos F.C e um dos destaques do Brasil na copa do mundo do México. Ele em suas palestras lembra que  sofreu paralisia cerebral por falta de oxigênio durante o parto, o que afetou a mobilidade das suas pernas e sua coordenação motora.  Conta também que começou a andar, de muletas, apenas aos 7 anos. E que, vivia em um dos bairros mais pobres e violentos de Natal(RN). Que seu pai abandonou sua mãe e que passou muitas necessidades na vida. Lembra que, sua primeira medalha foi conquistada no futebol. Em um campeonato escolar, mesmo de muletas, atuou como goleiro. Conta que quando a bola vinha, jogava as muletas de lado e pulava para fazer a defesa. Conquistou assim uma medalha de honra ao mérito. Ele conheceu a natação em seu processo de reabilitação a partir de 1996. Quatro anos depois, se transformou num dos principais paratletas do País.

Por onde anda, Clodoaldo faz questão de mostrar suas medalhas. Aqui em Caraguá,não foi diferente. Fez questãode pedir ao prefeito que mostrasse aopúblicopresente a inauguração da Estação Energia, cada uma de suas medalhas. Suas conquistas são impressionantes: em quatro paraolimpiadas acumula treze medalhas, sendo seis de ouro; em três participações em Jogos Parapan-Americanos conquistou 19 medalhas; e, em três Campeonatos Mundiais totaliza nove medalhas. Detentor de sete medalhas olímpicas, “Clodoágua” como o nadador é conhecido, confirma que planeja encerrar a carreira após os Jogos Paralímpicos do Rio 2016. Antes irá disputar a Copa do mundo de Natação, na Escócia, e o Pan-Americano, no Canadá.

 

“Quero me dedicar ao Instituto Clodoaldo Silva e a comunicação. Tenho um programa de TV no Rio de Janeiro e pretendo me dedicar mais a essas atividades a partir das paraolimpíadas do Rio de Janeiro”, explicou. Clodoaldo tem percorrido o País para divulgar o esporte paraolímpico. Em Caraguá, foi recepcionado pelo prefeito Antonio Carlos da Silva; o presidente da Câmara, Chininha; secretários, empresários, comerciantes e pessoas com deficiência. Atendeu a todos com muito carinho. Concedeu entrevistas as emissoras de rádio, portais, jornais e TV.

No sábado, dia 11, pela manhã, fez questão de comparecer ao centro esportivo municipal, para prestigiar o campeonato municipal de natação. Lá, conversou com os atletas e tirou fotos com a garotada. Destacou que a Estação Energia - Academia Inclusiva será de fundamental importância para os moradores da cidade, pessoas com deficiência ou não. Fez questão de destacar a beleza de Caraguá. “Fiquei encantado com a cidade e, apaixonado, pela sua orla”, contou.

 

Di Giaimo


Memória

 

A morte de Di Giaimo: um corretor apaixonado pela arte.

 


A cidade de Caraguá perdeu mais um de seus “filhos”. Trata-se de Haroldo Moises Di Giaimo. Um dos mais conhecidos e respeitáveis corretores de imóveis de nossa cidade. Di Giaimo não era caiçara de berço e sim, de coração. Di Giaimo faleceu na sexta-feira, dia 10 e foi sepultado no sábado pela manhã no cemitério municipal. Ele tinha 81 anos de idade e deixa a viúva Felícia, filhos Rosana, Alexandre, Kátia e Luciana e os netos Renata, Fernanda, Giovanna, Mariella, Ana Paula e Pietro. Haroldo Di Giaimo nasceu no dia 7 de agosto de 1933, na cidade de Guaratinguetá-SP, terra do ex-presidente Rodrigues Alves, e de Frei Galvão. Era um apaixonado pela pintura. Iniciou-se na pintura em 1947, quando produziu os quadros de ¨Bernard Shaw¨, ¨Michel'Angelo Buonarroti¨ e ¨Toscanini¨. Haroldo estudou na Associação Paulista de Belas Artes em 1962, onde pintou várias obras, além de ter acompanhamento de professores particulares. Mudou-se para Caraguatatuba em 1963, onde começou no ramo de corretor de imóveis. Na cidade foi um dos incentivadores da prática do basquetebol, do xadrez e da pintura. 
 
em 1962 casou-se com Felícia
 Em março de 2011, concretizou um de seus maiores sonhos, inaugurou sua galeria de arte, a primeira da cidade, a Di Giaimo Gallery, na avenida Oswaldo Cruz, 336, no centro. Trata-se de um espaço que permite aos nossos artistas locais e regionais exporem e comercializarem sua arte. Como corretor foi umdos mais respeitados e conceituados profissionais em sua área. Como artista plástico, sua preferência artística era a pintura à óleo sobre tela e pastel sobre cartolina através de seu estilo acadêmico. No período de 1963 a 1995, pintou em Caraguatatuba duas obras em parede, medindo 3x4 m e 3x3 m: ¨O Velho e o Mar¨ e ¨Os cervos no lago¨. Em setembro de 1995, Di Giaimo voltou a pintar e já completou mais de 180 obras durante esse período, entre elas o quadro ¨Madre Júlia Salzano¨, que será beatificada em Roma. O quadro mede 70 x 100 cm e está exposto na Igreja Católica do bairro do Ipiranga, em Caraguatatuba, e ¨O Adeus¨, que foi escolhida para ser exposto em Avaré, interior do Estado. Haroldo expos em Caraguá, na Fundacc (1995/97/99), na Setur(97/98), na CEF(99), na Associação dos Aposentados; em Alfhaville; no Clube Homs(SP), Galpão de Artes Vila Leopoldina(SP), na Prefeitura de Avaré, no CTA e, São José dos Campos; e, no Museu da História e Imagem e Som e no Horto Florestal, em Campos do Jordão. Di Giaimo produziu mais de 420 obras. Para finalizar, um depoimento significativo de Di Giaimo:



“Eu não vivo da arte, mas, dedico-me a ela como se fosse uma necessidade espiritual”, Haroldo Di Giaimo.

Estava muito feliz com a galeria de arte. Ultimamente, Di Giaimo, vinha enfrentando seus problemas de saúde com muita garra. Há algum tempo encontra-se internado em São José dos Campos, sempre acompanhado pela família. Acompanhava seu estado de saúde, através de conversas rápidas com sua neta Fernanda e, seu filho Alexandre. Dona Felícia, os filhos e os netos estiveram ao seu lado nos momentos mais difíceis e fizeram tudo o que foi possível para que ele se recuperasse. Os problemas de saúde se agravaram e Di Giaimo faleceu na sexta-feira, dia 10. Era uma pessoa alegre, brincalhona, mas de muita responsabilidade e respeito. Caraguá presta suas homenagens ao corretor e artista plástico Haroldo Moises Di Giaimo.

 

sábado, 11 de abril de 2015

Desafio

Esporte

              Desafio 28 praias acontece amanhã em Ubatuba

Percurso incluí 28 praias da Tabatinga a Praia Dura

Acontece amanhã, domingo, dia 11, em Ubatuba, uma corrida de revezamento das mais interessantes e que vem atraindo atletas de todo o país. Trata-se da prova Desafio 28 Praias. A competição que reúne atletas profissionais e amadores, tornou-se a mais nova mania de revezamento no Litoral Norte. A turma ligada à corrida pedestre e caminhada tem agora novas opções de desafio. Trata-se de uma prova com 40 Km de extensão percorrendo 28 praias de Ubatuba, sendo 20 delas desertas. Mais de 900 atletas confirmaram a presença no domingo. A largada acontece na Praia da Tabatinga, na divisa com Caraguá, às 7 horas. A chegada será na Praia Dura, em Ubatuba. O percurso é composto por trilhas, estradas de terra, asfalto, areia fofa e dura, mata fechada, subidas e descidas e paisagens de tirar o fôlego. Atletas da região, do estado de São Paulo e outros estados, confirmaram a presença na prova que será disputada no domingo, dia 11. Haja fôlego... É preciso muito preparo para enfrentar o desafio, cada equipe é composta por cinco integrantes, que se revezam ao longo da corrida. Essa nova modalidade de corrida também tem ocorrido em São Sebastião, Ilhabela e, aqui, em Caraguá.