Total de visualizações de página

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Turismo


Gente

Litoral Norte perde um grande amigo e incentivador:    Eduardo Espiault

 
Eduardo Espiault. Foto: Revista Náutica  

Recebi a notícia com muita tristeza. Morreu ontem, em São Paulo, o amigo Eduardo Espiault, aos 75 anos. Eduardo era argentino e adorava o Litoral Norte, principalmente, a sua Ilhabela, onde vivia desde a década de 80. Eduardo, apaixonado pela vela, foi o criador da Yachting Gear, primeira loja da região a fabricar roupas e acessórios com motivos náuticos.
 
Ele foi também um dos “criadores” do slogan adotado oficialmente pelo município e reconhecido internacionalmente: “Ilhabela, Capital da Vela”. O slogan e o símbolo, aquelas velas coloridas, que a gente vê nos vidros traseiros dos  carros de moradores e frequentadores da Ilha, foram oficializadas, até mesmo, pela presidente Dilma Rousseff, na recente lei federal, sancionada por ela, nº 12.457, onde a presidente declara oficialmente o município de Ilhabela como a “Capital Nacional da Vela”. Tudo isso, contou com as mãos e a cabeça pensante de Espiault.  Como empresário e comerciante, conseguiu colocar a Yacthing Gear, em várias cidades: São Sebastião, Paraty, São Paulo e Florianópolis. Foi também um dos criadores da Escola de Vela de Ilhabela, inspirada no projeto de Lars Grael. E, um dos maiores responsáveis, pela Semana de Vela de Ilhabela, um dos principais eventos náuticos do país. Convivi muito com o Eduardo, principalmente, como jornalista, na época do ValeParaibano e depois na Folha de São Paulo. Eduardo acreditava e muito no potencial turístico do Litoral Norte, principalmente, com relação aos  esportes náuticos. Como dizia ele “esta região é muito linda”. Mais tarde, ampliamos nossas relações, quando eu fui secretário de Turismo de Caraguá e ele, diretor de turismo de Ilhabela. Era um cara dos mais envolvidos e comprometidos com a nossa região. Eduardo tinha como missão equilibrar a sazonalidade do turismo na ilha, um problema também comum nas cidades vizinhas: São Sebastião, Caraguá e Ubatuba. "Para evitar a superlotação da ilha precisamos distribuir os turistas ao longo dos 12 meses do ano, o que também favoreceria a economia da cidade. Para tornar isso possível, estamos divulgando Ilha Bela em outros mercados que têm períodos de férias diferentes dos brasileiros. Já participamos de feiras em Berlim, Estocolmo, Copenhague e vamos participar agora de um workshop em Buenos Aires", declarava Espiaut à imprensa em 2000. Em 2005, participou do Plano Gestor de Turismo, envolvendo o setor privado, comunidade local e representantes da prefeitura, que definiu como elementos-chave para o desenvolvimento do turismo questões referentes à infra-estrutura, modelos de gestão mais integrados e mecanismos de adequação da oferta à demanda turística. Também teve papel importante na criação da lei de preservação ambiental foi a primeira medida decorrente do plano. Ela tem como objetivo restringir a entrada de automóveis na ilha a 10 mil unidades por dia e arrecadar recursos para minimizar os impactos causados por cerca de 1,2 milhões de turistas que visitam o município anualmente. E, nunca me esqueci de uma frase dele: "O atrativo turístico da cidade é a qualidade e não a quantidade. Qualidade em todos sentidos, em relação ao meio ambiente, aos serviços e atendimento prestados ao turista".  Sou testemunha de que Eduardo ajudou a transformar os esportes náuticos num dos grandes atrativos turísticos da região. O projeto para atrair os navios de cruzeiros para Ilhabela também contou com a participação dele. O prefeito de Ilhabela, Toninho Colucci, lamentou a morte do empresário Eduardo Germam Morando Espiault, 75 anos, que foi diretor de Turismo da cidade em 1989 e secretário municipal de Turismo entre 2001 e 2004. “Ele foi um defensor do desenvolvimento do turismo de nossa cidade. É uma grande perda para Ilhabela”. Espiault foi o autor do famoso símbolo turístico de Ilhabela, a Vela, que simboliza a vocação náutica do município. Seu corpo foi velado na Câmara Municipal e o sepultamento ocorreu nesta sexta-feira, às 10h, no Cemitério Municipal de Ilhabela, na Vila.  Eduardo morreu em São Paulo e deixa a mulher e dois filhos. Segue com Deus amigo...

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Valentin Encena


 


Cultura
 
Litoral Encena segue com inúmeras atrações em Caraguá e região
 
Toninho Macedo, eu e o Sívio.
 O Litoral Encena tem trazido até Caraguá e região, grupos de teatro e de dança dos mais importantes do país. O legal é ver o quanto a cultura brasileira é rica e diversificada. As apresentações acontecem na praça Cândido Mota, no Teatro Mário Covas,. em escolas e outras praças... O Restaurante Valentin, tem sido parceiro do evento, por isso, tenho convivido, desde o início do festival, com o pessoal dos grupos que a Abaçai Cultura e Arte e a Fundacc (Fundação Cultural de Caraguá) tem agendado para a cidade. Jovens bailarinos, jovens atores e atrizes, jovens atores circenses (palhaços, malabaristas...) e,  jovens que atuam com teatro de marionetes...Um deles, por sinal, um jovem palhaço, me contou que, hoje, vive de sua arte. Disse que comprou carro e até apartamento atuando como palhaço... Disse mais, que é com imensa alegria, que se apresenta em cidades do interior do país, cuja única atração é a TV. Conta ele, que crianças e adultos, ficam encantados com as apresentações feitas nas praças públicas. Segundo ele, tudo isso-levar a arte e a cultura para quem não tem acesso a ela só tem sido possível graças ao papel da União(Ministério da Cultura) e, do Estado(Secretaria de Cultura).
Em São Paulo, este trabalho tem a importante participação do conhecido Toninho Macedo e, do Silvio Marcondes; em Caraguá, do engajamento da Zenaide, do Adiba, da Lala, do Jean, enfim, de toda a turma da Fundacc. Foram inúmeros os elogios ao prefeito Antônio Carlos pela obra do teatro Mário Covas e pela atuação da Fundacc. Legal...É muito legal também, ver atores renomados, que apesar de serem sucesso na TV e no cinema, continuar a se apresentar nas pequenas cidades e  para reduzidas plateias. Esse é o verdadeiro papel do artista brasileiro.
 
Vasconcelos e minha Shirley, no Valentin.
Este é o caso, por exemplo, do ator Luiz Carlos Vasconcelos, atualmente, na TV Globo, na novela Geração Brasil, no papel de Fred, que tive o prazer de conhecer e trocar ideias. Me chamou a atenção o fato de Vasconcelos usar um broche de apoio a Dilma Roussef, porque nesta campanha do segundo turno, a atuação dos petistas, vem sendo das mais silenciosas, principalmente, no estado de São Paulo. Percebi que trata-se de um ator de muita personalidade. Pesquisando a vida de Vasconcelos na internet vi que o teatro e principalmente o circo sempre foram suas grandes paixões. Vasconcelos, que, apesar de ser formado em Letras, estudou artes cênicas na  Dinamarca para depois incorporar-se ao grupo teatral Intrépida Trupe. Estreou no cinema em 1996, no papel do cangaceiro Lampião, no filme O Baile Perfumado, filme pernambucano, que apesar dos baixos orçamentos, fez sucesso em festivais. A parti deste filme, Vasconcelos atraiu a atenção de muitos cineastas entre eles Walter Salles e Andrucha Waddington.  No cinema fez 14 filmes, entre eles, Abril Despedaçado(2001), Carandiru(2003), O Sol do Meio Dia(2010), Acalanto(2012), O Inventor de Sonhos(2012), O Tempo e o Vento(2013) e Fragma (2013). Como todo bom ator, acabou indo para a TV, teve curta participação na novela Senhora do Destino e em séries. Gravou no interior da Paraíba a série Pedra do Reino(TV Globo), adaptação do romance de Ariano Suassuna, com direção de Luiz Fernando Carvalho que foi ao ar em 2007.Em 2008, interpretou o jornalista Ivan na mini-série Queridos Amigos, também da TV Globo. Em 2013, interpretou Donato na novela Flor do Caribe. Este ano, pode ser visto na novela Geração Brasil, como personagem Fred.
Confira a programação do Litoral Encena em Caraguá:
 
Dia 23 – Quinta14h – Tem criança aí? – Grupo Circo Show – São Paulo/SP – Praça Dr. Cândido Motta
15h e 20h – Sabiás do Sertão – Teatro Musical Brasileiro em um ato, uma chegança e uma andança – Cia. Cênica – São José do Rio Preto/SP
– Teatro Mario Covas
21h – Construtório – Cia. Truks – São Paulo/SP – Praça Dr. Cândido Motta


Dia 24 – Sexta10h – Zabumba – Cia. da Tribo – São Paulo/SP – EMEF Professor Oswaldo Ferreira – Bairro Jardim Casa Branca
14h – Zabumba – Cia. da Tribo – São Paulo/SP – Praça Dr. Cândido Motta
20h – Link – Ribeirão Preto Cia. de Dança – Grupo Dançarte – Ribeirão Preto/SP – Teatro Mario Covas
21h – Auto da Anunciação – Cia. Cênica – São José do Rio Preto/SP – Praça Dr. Cândido Motta
22h30 – Aquarela Brasileira – Grupo de Teatro Talentos do Silêncio – Caraguatatuba/SP – Auditório Maristela de Oliveira

Dia 25 – Sábado10h – 4 Contos para o Teatro de Bonecos – Cia. Gente Falante – Porto Alegre/RS – Centro Comunitário e Cultural José Agostinho de Souza – Morro do Algodão
15h – Sacy Pererê – A Lenda da Meia Noite – Cia. Teatro Lumbra – Porto Alegre/RS – Centro Cultural Benedito Estevam do Carmo – Travessão
16h – Circo Alegria e Cidadania – Folias de Picadeiro – São Paulo/SP – Praça Dr. Cândido Motta
21h – Alice no País das Maravilhas – Giramundo Teatro de Bonecos – Belo Horizonte/MG – Teatro Mario Covas





Saúde

 
              Mais investimentos na Santa Casa

 

O prefeito Antônio Carlos, de Caraguá, continua trabalhando para melhorar ainda mais a saúde de sua cidade. Após sanear as dívidas da Santa Casa e, devolver o hospital ao comando do Instituto das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada, agora o prefeito participa do projeto de reforma e ampliação da Casa de Saúde Stella Maris, único hospital público de Caraguá.  Esta semana, Antonio Carlos, acompanhado do vice-prefeito Júnior e de secretários, reuniu as irmãs e também vereadores para mostrar o projeto.  A proposta contempla a implantação da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), reformas para ampliação do número dos leitos clínicos e de UTI e uma Central de Material Esterilizado (CME). A área total da Santa Casa passaria a ter, aproximadamente, 7 mil m². O engenheiro civil responsável, Célio Melilo, disse que com o projeto do Governo Municipal de adaptar o prédio da UPA (Unidade de Pronto Atendimento), no Jardim Primavera, para o funcionamento do PAI (Pronto Atendimento Infantil), será possível oferecer mais segurança e conforto para os pacientes. O prefeito Antonio Carlos disse que pretende pleitear convênio com o Estado para execução das obras. Ele justificou que essas intervenções seriam necessárias no município enquanto o Hospital Regional, cuja licitação está prevista para março de 2015, não fica pronto.

 

Economia

Prefeitura de São Sebastião enfrenta dificuldades financeiras

 
A prefeitura de São Sebastião enfrenta sérias dificuldades financeiras e deve atrasar pagamento aos servidores municipais e fornecedores, suspender repasse as entidades sociais, cancelar obras e até mesmo demitir servidores. Segundo a prefeitura as medidas deverão ser tomadas caso a Petrobras não pague R$ 52 milhões de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) devido ao município.  Ontem, houve manifestação com a presença de servidores públicos em frente ao prédio da Transpetro.  A empresa questiona os valores cobrados e deposita em juízo os R$ 52 milhões. O prefeito Ernani Primazzi disse a imprensa regional que está há três anos conversando com a empresa. E, que, nos últimos 60 dias teve cerca de 30 reuniões. “Eles são cordiais, mas não resolve. Agora vamos aguardar e não tem diálogo, pois se ganharmos novamente em segunda instância eles vão ter que pagar. Eles já pagaram em juízo R$ 52 milhões e pode chegar a R$ 60 mi até o fim do ano. Com isso, vão ter que pagar quase R$ 30 milhões a mais de multas e ainda perderam R$ 5 milhões em descontos”, afirmou o prefeito em entrevista à imprensa.

Segundo ele, a receita do município está em R$ 680 milhões e se forem retiradas as verbas de repasses fica em torno de R$ 430 milhões para as necessidades básicas da cidade. O IPTU da Petrobras, segundo ele, representa aproximadamente 15% da receita do município. Sem isso, tenho que ver o que posso cortar. Tem muita coisa que fazemos que não é nossa obrigação, o ônibus universitário, por exemplo, gasta R$ 3 milhões por ano. A coleta de lixo também vai ser reestruturada”, disse ele em entrevista ao Imprensa Livre. . 

 

Transpetro

 

Em nota oficial a Transpetro alega que a manifestação é uma tentativa do prefeito de São Sebastião de paralisar o Terminal Almirante Barroso (Tebar) com base na alegação infundada de não recolhimento de IPTU. A empresa afirma que repudia o protesto que utilizou veículos a serviço da prefeitura para bloquear as entradas do terminal e tumultuar o trânsito e a vida da cidade. “O valor do IPTU pleiteado pela prefeitura para o exercício de 2014 (R$ 54,6 milhões) corresponde a um aumento de 984% em relação ao valor pago em 2009 (R$ 5 milhões). A Petrobras, a quem cabe o recolhimento de IPTU, pagou o imposto de 2009 a 2012, apesar de um aumento de 89% no período. Em 2013, quando a prefeitura propôs um aumento de 133% sobre o valor pago em 2012, a Petrobras passou a depositar em juízo por considerar o aumento desproporcional”, descreve a nota. 

No documento, a Transpetro ressalta que a Petrobras vem mantendo negociações com o município, já tendo realizado cinco reuniões nos últimos dois meses. “É surpreendente a atitude intempestiva do prefeito de promover manifestação deste tipo, com a presença de servidores públicos no local” completa a nota. A Transpetro destaca, ainda, que os trabalhadores da empresa foram alvo de ofensas verbais e passaram por constrangimentos no cumprimento das atividades. Segundo a Transpetro, o Terminal de São Sebastião é responsável por abastecer as quatro refinarias do Estado de São Paulo e escoar petróleo e derivados para o território nacional e para exportação. A Companhia reforça que continua mantendo o seu comprometimento com o desenvolvimento socioeconômico da cidade e da região e o permanente diálogo com as autoridades e a população local.  Fonte: Imprensa Livre

 

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

O Poeta Renato


Gente

        O poeta caiçara: Renato Navarro Magalhães. 
Renato Navarro Magalhães

Se estivesse vivo, Renato Navarro Magalhães- o maior poeta caraguatatubense, completaria no domingo passado, dia 19, setenta anos de idade. Ele nasceu em 1944. Renato, no entanto, faleceu em 2004, aos 60 anos. Renato é considerado o maior poeta caraguatatubense. É de sua autoria a letra do Hino Oficial da cidade, escrita em 1965, aos 20 anos de idade, atendendo a um pedido de seu professor de Música, maestro Heitor Carvalho. O hino foi oficializado, naquele mesmo ano, pelo então prefeito Geraldo Nogueira da Silva, o Boneca, mas tornou-se popular a partir de 1998, quando passou a ser divulgado nas escolas municipais, por iniciativa do prefeito Antônio Carlos da Silva.

“Caraguatatuba bonita, esplendor de beleza rara! Caraguatatuba onde o habita o cortes e gentil caiçara.” Os versos do hino retratam com exatidão o amor que Renato tinha pela cidade, adotada pelos seus pais Aldo Navarro Magalhães e Pérola de Freitas Magalhães, em 1955. Foi de sua autoria também o hino do E.C.XV de Novembro, o Leão do Litoral Norte.

Fiquei sabendo, agora, que o prefeito Antônio Carlos da Silva, pretende divulgar outra obra prima de Renato. O poema "No Alto da Serra", escrito em setembro de 2001. Parabenizo o prefeito pela sua iniciativa. Renato compôs o poema no período em que fazia viagens constantes para a capital paulista onde ia fazer tratamento médico. Cansado e, as vezes, debilitado pelo tratamento, Renato, só ficava feliz quando o veículo em que viajava, no retorno da capital, chegava ao alto da serra. É que, dali, lá do alto, ele podia avistar Caraguatatuba.

O poema "No Alto da Serra" é dos mais lindos e muito profundo. Quem o conhece, não tem como não se emocionar...O poema começa assim: "Por mais vezes que eu suba. Esta serra verdejante, Ao ver Caraguatatuba, Lá de cima, do mirante, Quanta saudade me dá! Indo embora, em meu caminho,
Meu corpo segue sozinho, Minh´alma volta pra lá". A idéia de Antônio Carlos é reproduzir o poema e distribuí-lo nas repartições públicas municipais. Parabenizo o prefeito pela sua iniciativa. A obra de Renato deve ser mais difundida, principalmente, entre os alunos das escolas de nossa cidade.
Renato quando jovem

Renato escreveu inúmeros poemas e poesias. Eu, não tinha noção do seu universo poético. Sabia, assim como a maioria dos caraguatatubenses, que ele tinha feito o hino da cidade. Desconhecia, no entanto, a quantidade e qualidade de seus versos. Um verdadeiro tesouro. Conheci suas obras há pouco tempo. Foi há dois anos, quando solicitei para um de seus filhos, uma foto e algumas informações sobre o Renato, para colocar sua história aqui no Blog. Renato sempre foi um funcionário exemplar da Petrobras, trabalhou no Tebar (Terminal Marítimo Almirante Barroso) em São Sebastião e, ao se aposentar, investiu no posto Marelli. Foi um comerciante de muita credibilidade. Seu filho Daniel me deu um livro com as obras dele.


Livro com poesias de Renato
A Fundação Cultural de Caraguatatuba lançou em 2010 um livro com as poesias de Renato. Recebi o livro e fiquei encantado. A  Antologia Poética reúne 74 poemas e versos feitos por Renato. O livro é ilustrado por obras de autoria de sua irmã, a artista plástica Magali Pérola de Freitas Magalhães Soares de Queiroz, falecida em 1998, aos 57 anos.  O livro pode ser obtido na Fundacc.  Abaixo uma de suas obras:

  No alto da Serra (setembro de 2001)

     Por mais vezes que eu suba
        Esta serra verdejante,
        Ao ver Caraguatatuba,
       Lá de cima, do mirante,
        Quanta saudade me dá!
      Indo embora, em meu caminho,
          Meu corpo segue sozinho,
          Minh´alma volta pra lá.
 
           Mas, se retomo à terra,
 
E vejo a minha cidade,
Lá do mirante da serra,
Meu Deus, que felicidade!
Como é bom voltar ao lar!
De volta, em meio ao caminho,
Já não sigo mais sozinho,
Minh´alma vem me encontrar!



Renato nasceu em 19 de outubro de 1944 na cidade de Monte Santo de Minas(MG).
A família chegou em Caraguá em 1955 quando seu Aldo adquiriu a Pensão Araújo, na praça Cândido Mota. A pensão ficava onde hoje está a sede do Banco Itaú.

Renato cursou o primário no Adaly Coelho Passos, fez o colegial no Thomaz Ribeiro de Lima e cursou a Escola Normal em São Sebastião. Em 1965 foi trabalhar no Terminal Marítimo Almirante Barroso (Tebar), em São Sebastião. Tornou-se comerciante em 1985, adquirindo o Posto Mareli, na avenida Altino Arantes, hoje, administrado pelos filhos. Ele se aposentou na Petrobras em 1990.
Renato homenageado  pelo prefeito



Faleceu em 2004, aos 60 anos, deixando a mulher Lígia, os filhos André, Gilson, Daniel e Cláudia e os netos Thais, João Felipe e Pérola Bianca. Foi homenageado pelo prefeito Antônio Carlos que concedeu seu nome ao anel viário e a ponte sobre o Rio Santo Antônio.  





HINO DE CARAGUATATUBA

Caraguatatuba bonita
Esplendor de beleza rara
Caraguatatuba onde habita
O cortês e gentil caiçara.

Nas fímbrias da serra que os céus se levanta
À margem formosa de imensa baía
Se estende uma terra que os olhos encanta
A terra onde as praias têm mais alegria
Se sois dentre as jóias a mais reluzente
Se dentre as cidades vós tendes mais vida
Então não sois obra divina somente
Sois obra de Deus pelos homens polida.

Refrão

Oh terra, vós tendes um mar cristalino
Que tanto vos beija em carícias de irmão
que traz ondulante um murmúrio divino
O suave murmúrio de Deus na amplidão.
Vós tendes na frente uma ilha gigante
que às nuvens se lança a perder-se de vista
A exemplo da ilha erguei-vos vibrante
E glória sereis brasileira e paulista.


Letra: Renato Navarro Magalhães
Música: Prof.: Heitor de Carvalho

Fotos: Fundacc.

Código de Trânsito

Multas ficam mais caras.  

Mudanças no Código Brasileiro de Trânsito, a partir de novembro, vão aumentar o valor das multas e as penalidades aos motoristas infratores. Por isso, meu amigo motorista, fique atendo as alterações. Foram  modificados 11 artigos do Código, de acordo com  mudanças  propostas pela Polícia Rodoviária Federal que tem como objetivo reduzir as mortes no trânsito em até 50% até 2020.
Algumas multas ficarão até dez vez mais caras, como a ultrapassagem na faixa continua em pontes, viadutos ou pela direita, usando o acostamento, que vão passar de R$ 191,00 para R$ 957,00. A ultrapassagem forçada terá multa no valor de R$ 1.915,00.
Prisões:
Haverá rigor nas penalidades: o motorista que for flagrado dirigindo embriagado e machucar ou matar alguém pode permanecer preso (hoje, cumpre pena em regime aberto ou semiaberto). Quem for pego dirigindo embriagado, fazendo racha e ferindo alguém, cumprirá pena de três a seis anos. O motorista autuado em racha pagará R$ 1.915,00 (hoje, a multa é de R$ 575,00).


terça-feira, 21 de outubro de 2014

Lista PSDB/PT




Eleições 2014

Vale e Litoral enviam reivindicações aos candidatos Dilma e Aécio.
 
O Codivap (Consórcio de Desenvolvimento Integrado do Vale do Paraíba e Litoral Norte) encaminhou uma lista de reivindicações para os candidatos que disputam a presidência da República no segundo turno, Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB).
A lista foi elaborada pelo Codivap e pelo Conselho de Desenvolvimento da RMVale, formado por chefes do Executivo e deputados, entre outros representantes. A lista foi entregue pessoalmente a Aécio no último dia 12, durante visita do tucano à Aparecida. Já Dilma recebeu a carta por e-mail. São oito reivindicações: a criação de uma ferrovia entre o Vale do Paraíba e o Porto de São Sebastião; o Trem do Estudante, que ligaria Cruzeiro a Jacareí; o aumento de pistas de rolamento da Via Dutra; a duplicação da rodovia Rio-Santos, no Litoral Norte; implantação de faculdades federais;  atualização da tabela do SUS (Sistema Único de Saúde); elaboração de uma política pública para executar a coleta e o tratamento de lixo, evitando-se o transbordo; e,  a reforma do repasse do FPM (Fundo de Participação dos Municípios). Dos 39 prefeitos da região, 28 declararam apoio a Aécio (PSDB); dez, apoiam a reeleição de Dilma (PT) e, um deles, de Cruzeiro, optou em ficar neutro, não declarou apoio a nenhum dos dois candidatos. Fonte: O Vale.

Gente               

        Henfil passou por aqui, no auge do Pasquim. 

Zeferino brinda o Xameguinho em 81 
O cartunista, chargista, pintor, dramaturgo, caricaturista, escritor, cronista, desenhista e jornalista  Ziraldo Alves Pinto, o Ziraldo, será a grande atração da 3ª Feira Literária de Caraguatatuba, promovida pela Prefeitura da cidade, através da Secretaria de Educação. A feira será realizada entre os dias 4 e 7 de novembro. Ziraldo, que ficou conhecido na época do Pasquim, permanecerá dois dias na cidade, participando de palestras e de encontro com estudantes e professores. Ziraldo, que vai completar 82 anos, no próximo dia 24, esteve recentemente internado num hospital do Rio de Janeiro para tratamento de saúde. Esperamos que ele se recupere rápido para vir à Caraguá. Aproveito o momento para relembrar um outro genial cartunista e jornalista que adorava curtir Caraguá, na década de 80. Trata-se de Henfil, um dos mais importantes cartunistas e jornalistas brasileiros. Henfil- Henrique de Souza Filho, deixou sua marca por aqui. Ele fez a logomarca de um barzinho que tive em Caraguá, logo após retornar da capital, onde havia concluído a faculdade de jornalismo, no início dos anos 80. O Xameguinho fez muito sucesso com festival de filme Super 8, apresentação de músicos como Belchior e, muita gente bonita e badalada.
Conheci o Henfil no Restaurante Xamego, que minha mãe tinha no centro da cidade. Ele freqüentava Caraguá, sempre acompanhado por Elizabeth Savalas e Stênio Garcia. Eles ficavam alojados numa casa lá na Praia das Palmeiras. Um dia, 25 de fevereiro de 81, ele almoçava no restaurante e contei-lhe que estava abrindo um barzinho. Perguntei se ele poderia fazer uma logomarca pra mim. Simpático e atencioso, me pediu um papel e uma caneta e, em poucos segundos fez o desenho, era o nordestino Zeferino com uma taça na mão, alegre, gritando Xameguinho, cujo original, guardo comigo até hoje. O barzinho acabei fechando em 84 quando fui trabalhar no jornal ValeParaibano, hoje, o Vale.
Acredito, que o desenho da logomarca do Xameguinho, foi um dos raros trabalhos comerciais desenvolvidos pelo Henfil. Ele não me cobrou nada. Depois disso nunca mais estive com ele. A Elizabeth e o Stênio retornaram outras vezes, mas ele, não apareceu mais na cidade. Henfil foi um dos cartunistas mais importantes do cenário brasileiro entre as décadas de 60 e 80. Fez parte do famoso “O Pasquim” e criador de importantes personagens como Zeferino, Graúna, Bode Orelana e os Fradinhos.

Henfil

Henfil, grande cartunista.

Henfil começou no jornalismo e cartunismo em 64 na revista Alterosa(MG). Em 65 foi colaborador do Diário de Minas, tendo seus trabalhos publicados no Jornal dos Sports(RJ) e nas revistas Realidade, Visão, Placar e O Cruzeiro. Em 69 mudou-se para o Rio de Janeiro onde passou a trabalhar no Jornal do Brasil e no O Pasquim. Foi redator do TV Mulher (TV Globo). Morou nos EUA. Em 81 ganhou o prêmio Vladimir Herzog na categoria Artes, pelo conjunto de sua obra. Escreveu ainda vários livros e teve grande engajamento político.
Ele era irmão do sociólogo Betinho e do músico Chico Mário, assim como os dois irmãos, herdou da mãe a hemofilia. Após uma transfusão de sangue acabou contraindo o vírus da AIDS e acabou falecendo no auge de sua carreira em 4 de janeiro de 1988, aos 43 anos. Remexendo em minhas coisas dias destes, encontrei o original do desenho feito por ele, decidi então, colocar a história no Blog. Henfil jamais será esquecido e, o Ziraldo, também...   

 

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Litoral Encena


Literatura

Novos e antigos escritores se reúnem em São Sebastião.


É muito legal a iniciativa da Secretaria de Cultura e Turismo de São Sebastião em promover o 20º Encontro Regional de Autores. Trata-se de uma boa oportunidade para divulgar os novos escritores da região e, também, o  trabalho desenvolvido pelas nossas fundações culturais no que se refere a literatura regional.

Livro relata vida e morte de Benetazzo
O encontro, que acontecerá oficialmente, no sábado a noite, na sectur sebastianense vai reunir os antigos e novos escritores. Estarão em exibição 20 obras, algumas delas, bem interessantes, como a história escrita em 2013, em cordel, pelo poeta caraguatatubense Maurício Poeta Neto, que retrata a vida e morte de Antônio Benetazzo, um jornalista e artista plástico morto pelos agentes da ditadura na década de 70.
 
 
 
Navio afundou em Ilhabela em 1916
 
 
 Outra obra que deve ser bem interessante “Príncipe de Astúrias: o Titanic brasileiro”, de Isabel Vieira (2014), relata o naufrágio do navio “Príncipe das Astúrias”, construído em 1914, pelo estaleiro Russel & Co, na Escócia, que naufragou em 1916 na costa de Ilhabela, considerada a maior tragédia marítima brasileira.  Abaixo algumas das obras que participam do encontro de autores:

Obras
 

São Sebastião

“Autobiópsia” | Adriana Calabró/Fotos Marcelo Grilo (2004) | Henel Indústrias Gráficas Ltda. Taubaté/SP

“Violência contra a Mulher: Rompendo o silêncio” | Câmara Municipal de São Sebastião (2010)

 “Contos de varanda” | Marry Faria - Maria Aparecida de Faria Arduini (2012) | Cabral Editora e Livraria Universitária – Taubaté/SP

“Nkisi na Diáspara: raízes religiosas Bantu no Brasil” (2013) | Acubalin (Associação de Cultura Banto do Litoral Norte/SP)

“Antologia Poética Concurso de Poesias Nhô Bento” | Secretaria de Cultura e Turismo de São Sebastião (2013) | JAC - Editora São José dos Campos/SP

 “Enseada: sua história por sua gente” | Ilza Celeste Sant’ Anna de Castro             (2013) | Câmara Brasileira de Jovens Escritores Rio de Janeiro/RJ

“O segredo de Druzilla, a encantadora de siris” | Isabel Galvanese (2013) Editora Esfera São Paulo/SP

 “Alma caipira e caiçara” | Manoel Lopes Pereira/Maria Angélica de Moura Miranda (2014) | JAC Editora  São José dos Campos/SP                     

“Outros causos e retratos de São Sebastião” | Álvaro Dória Orselli – Seo Alvinho (2014) | Gráfica Power Graphics  São Paulo/SP

Caraguatatuba

“Altamir Tibiriça Pimenta: o prefeito do centenário” | Fundacc – Fundação Educacional e Cultural (2004) | Caraguatatuba/SP

“Mapa Cultural Paulista 2009/2010” | Jônatas Calciolari Garcia (2010) | Governo do Estado de São Paulo

“Carelli” |  João J. Spinelli (2010) | Bei Comunicação Ipsis Gráfica e Editora

São Paulo/SP

“Exercício da Emoção” | Sara Goldman-Belz e Elvira Vernaschi (2010) | Instituto Olga Kos de Inclusão Cultural  São Paulo/SP

“Causos e lendas do Porto Novo” | Vários Autores (2011) | Fundacc (Fundação Educacional e Cultural) Allcor Gráfica Caraguatatuba/SP

 “Águas da memória” | Thomas Kremer e Thiago Medaglia (2012) | Kremer Editora São Paulo/SP

“Antonio Benetazzo” | Maurício Poeta Netto (2013) | Fundacc (Fundação Educacional e Cultural) Caraguatatuba/SP

“O tempo de magia: a caixa da vida; Saga: caixa do infinito” | Antônio Mazoti Azevedo            (2013) | Editora Plêiade São Paulo/SP

“Uma canção para o Senhor” | Felipe Moraes (2014) | Chiado Editora  Lisboa/Portugal  

“Fotogramas” | Luiz Brener   (2014) | Editora Patuá  São Paulo/SP

“Caraguá e bairros diversos” | Maurício Poeta Neto | Fundacc (Fundação Educacional e Cultural) Caraguatatuba/SP

“O planeta perdido” | Kareen Caetano (2014) | Gráfica e Editoria Santuário  Aparecida/SP

Ilhabela

“Ilhabela de Norte a Sul em fotos e poesias” | Marcio Dufranc & Gillermo Dufranc

“Alma  Panamericana” | Adrian Kojin (2005) | Editora Gaia Ltda São Paulo/SP

“Mundo Palavreado” | Ricardo Aleixo/Ilustrações Silvana Beraldo (2013) | Editora Peirópolis Ltda São Paulo/SP           

“Ilhabela da Princesa: um sonho em versos” | Delcides Mendes Cardial (2014) | Grupo Editorial Scortecci  São Paulo/SP

“Como se Livrar das Energias Negativas” | Maria Silvia Freitas Lopes (2014) | All Print Editora São Paulo/SP

“Antologia Poética XI Concurso de Poesia” | Biblioteca Municipal de Ilhabela (2014) | Fundaci (Fundação Arte e Cultura de Ilhabela)

“Príncipe de Astúrias: o Titanic brasileiro” | Isabel Vieira (2014) | Editora Moderna Ltda  São Paulo/SP

Ubatuba

“Poemas de Quintal” | Cathia de Almeida/Ilustrações Marta Milanetti (2002) | Gráfica e Editora Nacional São Carlos/SP

“Barco Sereia” | Wagner Feldmann (2007) | Espaço Editorial São Paulo/SP

 “Glossário Caiçara de Ubatuba” | Peter Santos Németh (2010) | All Print Editora e Gráfica Ltda São Paulo/SP

“A menina e o passarinho” | Maria Luiza Carvalho Chinarelli Celestino (2011) | Ottoni Editora Itu/SP

 “Luzes da Lua” | Wagner Fedmann (2012) | Perfil Editorial São Paulo/SP

“Navegando o Brasil” | Thomas Kremer, Luciana Lancellotti e Claudio Blac (2012) | Kremer Editora São Paulo/SP

“Contos do Vale” | Ana Luiza Patrocínio (2013) | Academia Jacarehyense de Letras    

 “Pedras Preciosas” | Wagner Feldmann (2013) | Perfil Editorial São Paulo/SP

“Porta Encostada: entre a resiliência e a obsessão” | Edgar Izarelli de Oliveira (2014) |

 “Há sempre um novo caminho a seguir” | Maria Vianna (2014) | Grupo Editorial Scortecci São Paulo/SP

Teatro

Litoral Encena oferece espetáculos de teatro de rua, bonecos, circo e dança.

Bonecos no Litoral Encena
O 8º Festival Litoral Encena continua em Caraguá e em outras 13 cidades do Litoral e Vale do Paraíba. O evento é simplesmente sensacional. Os grupos participantes também. O objetivo do festival é levar e divulgar o que há de melhor na cultura brasileira e, que a gente nem sempre vê na TV. Caraguá é a cidade mais beneficiada. A maioria dos grupos de outros estados se apresenta por aqui antes de seguir para as demais cidades do estado.  Podemos dizer e considerar Caraguá como é a porta de entrada da cultura vinda de outros estados no Estado de São Paulo. Méritos para  a fundação cultural de nossa cidade. Isso tudo é possível graças ao apoio da Abaçaí Cultura e Arte, a Poesis (organização Social de Cultura), projeto Ademar Guerra e Oficinas Culturais do Estado de São Paulo. A maioria da população, no entanto, praticamente desconhece isso...Parabéns a equipe toda da Fundacc, a Zenaíde, ao Adiba, a Lalá, ao Jean, enfim a toda a turma pelo evento. Vejamos a programação para os próximos dias do Litoral Encena:       


Dia 20 – Segunda
10h às 17h30 – Oficina Corpo_Cidade, com André Capuano – Ação Cultural do Projeto Ademar Guerra – Centro Cultural do Sumaré
10h, 15h e 20h – Pés Descalços – Morpheus Teatro – São Paulo /SP – Teatro Mario Covas
14h – Três Variando – Trupe Irmãos Atada – São Paulo/SP – Praça Dr. Cândido Motta
21h – Exemplos de Bastião – Mamolengo Sem Fronteiras – Brasília/DF – Praça Dr. Cândido Motta
22h30 – Mundomudo – Cia. Azul Celeste – São José do Rio Preto/SP – Auditório Maristela de Oliveira

Dia 21 – Terça
14h – Olga, a Pulga – Palhaça Guadalupe – São Paulo/SP – Praça Dr. Cândido Motta
16h – Tropeço – Grupo TATO – Criação Cênica – Curitiba/PR – Auditório Maristela de Oliveira
20h – Ecos – Cia. Fragmento de Dança – São Paulo/SP – Teatro Mario Covas
21h – São Jorge Menino – Cia. São Jorge de Variedades – São Paulo/SP – Praça Dr. Cândido Motta

Dia 22 – Quarta  
14h – O Flautista de Hamelim – Trip Teatro de Animação – Rio do Sul/SC – Praça Dr. Cândido Motta
16h – O Princípio do Espanto – Morpheus Teatro – São Paulo/SP – Auditório Maristela de Oliveira
20h – Alma Aprisionada – Balé de Rio Preto – São José do Rio Preto/SP – Teatro Mario Covas
21h – Musicircus – Cia. Navegante – Mariana/MG – Praça Dr. Cândido Motta      

Dia 23 – Quinta
14h – Tem criança aí? – Grupo Circo Show – São Paulo/SP – Praça Dr. Cândido Motta
15h e 20h – Sabiás do Sertão – Teatro Musical Brasileiro em um ato, uma chegança e uma andança – Cia. Cênica – São José do Rio Preto/SP
– Teatro Mario Covas
21h – Construtório – Cia. Truks – São Paulo/SP – Praça Dr. Cândido Motta

Dia 24 – Sexta
10h – Zabumba – Cia. da Tribo – São Paulo/SP – EMEF Professor Oswaldo Ferreira – Bairro Jardim Casa Branca
14h – Zabumba – Cia. da Tribo – São Paulo/SP – Praça Dr. Cândido Motta
20h – Link – Ribeirão Preto Cia. de Dança – Grupo Dançarte – Ribeirão Preto/SP – Teatro Mario Covas
21h – Auto da Anunciação – Cia. Cênica – São José do Rio Preto/SP – Praça Dr. Cândido Motta
22h30 – Aquarela Brasileira – Grupo de Teatro Talentos do Silêncio – Caraguatatuba/SP – Auditório Maristela de Oliveira

Dia 25 – Sábado
10h – 4 Contos para o Teatro de Bonecos – Cia. Gente Falante – Porto Alegre/RS – Centro Comunitário e Cultural José Agostinho de Souza – Morro do Algodão
15h – Sacy Pererê – A Lenda da Meia Noite – Cia. Teatro Lumbra – Porto Alegre/RS – Centro Cultural Benedito Estevam do Carmo – Travessão
16h – Circo Alegria e Cidadania – Folias de Picadeiro – São Paulo/SP – Praça Dr. Cândido Motta
21h – Alice no País das Maravilhas – Giramundo Teatro de Bonecos – Belo Horizonte/MG – Teatro Mario Covas

Super fim de semana



Turismo

Falta d’água no Estado "antecipa" temporada de verão no Litoral Norte.


Praia Martin de Sá. Foto O Vale

A falta de água na capital e nas cidades do interior paulista antecipou a temporada de verão nas cidades do Litoral Norte. Entre permanecer em suas cidades, convivendo com o forte calor e a falta de água, milhares de pessoas optaram em “fugir” para as cidades do Litoral Norte.
Aqui, além de curtir o banho de mar, em nossas maravilhosas praias, o pessoal pode consumir água fornecida pela Sabesp a vontade. O que não tem sido possível fazer em suas cidades de origem. Na capital e em alguma cidade do interior já existe racionamento de água.  

A região registrou no fim de semana que passou movimento de turistas superior ao registrado em feriados prolongados. As estradas estiveram congestionadas. Os hotéis cheios. E, as praias, superlotadas. Quem viajou para o Litoral Norte, no sábado, pegou estrada cheia e não encontrou vagas nos hotéis e pousadas. A rodovia Osvaldo Cruz, que liga Ubatuba a Taubaté, simplesmente, "travou" em seu trecho de serra, no sábado pela manhã, por causa da quantidade de veículos. A Tamoios, que liga São José a Caraguá, também, no sábado, teve congestionamentos no trecho de serra.

A situação nas estradas ficou mais complicada ontem, domingo, devido ao movimento de retorno dos turistas. Houve congestionamentos na Rio-Santos e em praticamente em todas as rodovias da região. Uma viagem entre Caraguá e São Paulo chegou a levar mais de doze horas. Em Caraguá, os moradores, tiveram que conviver com os eternos congestionamentos no trevo de entrada da cidade. 
Para evitar passar muito tempo nas estradas, muita gente deixou para retornar na manha desta segunda-feira. As rodovias Tamoios e Osvaldo Cruz registraram movimento intenso na ligação entre o litoral e o planalto na manhã de hoje.   
O governador reeleito do Estado, Geraldo Alckmin, atendendo reivindicações do prefeito de Caraguá, Antônio Carlos, já prometeu melhorias na Rio-Santos, justamente, para evitar esses congestionamentos entre as duas cidades, principalmente, nos feriados prolongados. O Estado pretende duplicar alguns trechos entre as duas cidades.  
 
Tudo indica que a região continuará recebendo muita gente nos fins de semana. É que, além do calor, a falta de água na capital e interior, fez com que milhares de pessoas procurassem “refúgio” nas praias do Litoral Norte. O engraçado é que a falta de água era um dos principais problemas da região (Litoral Norte) até dez anos atrás.  

É verdade. Muita gente, principalmente, jovens universitários,  desceu a serra para curtir a  nossa região por causa da “Semana do Saco Cheio”, antes muito tradicional nas faculdades e universidades e, hoje, também adotada pelas prefeituras.
Muita gente, no entanto, veio para as praias do Litoral Norte para fugir do forte calor e, principalmente, da falta de água em suas cidades. Foi o que ocorreu, por exemplo, com turistas de Campinas, Itu, Sorocaba e das demais cidades do interior paulista e, também, da capital e grande São Paulo.


Situação dos reservatórios no interior 
“Entre passar calor e não ter água, optamos em pegar a estrada e vir para Caraguatatuba”, comentou um turista de Sorocaba. Outro, da capital, afirmou que se a situação permanecer assim- sem água, na capital, vai deixar a família em Caraguá. “Estou só esperando as crianças entrarem em férias escolares”, disse o turista.

Tudo indica que a “temporada de verão”  terá início mais cedo, graças a falta de água que atinge a capital e o interior paulista. Quem tem casa de veraneio no Litoral Norte, não pensará duas vezes, se continuar faltando água em suas cidades de origem, devem mesmo alojar suas famílias nas cidades do litoral até que o fornecimento de água seja  normalizado em suas regiões.
“Aqui, a gente tem água do mar e água da Sabesp à vontade”, comentou um veranista turista de Campinas. A casa de veraneio dele recebeu a visita de outros três casais, com seus respectivos filhos, no fim de semana.  “O pessoal  disse que em Campinas tá muito quente e faltando água”, disse Walter Silva.

Segundo ele, se continuar assim- faltando água e fazendo forte calor em Campinas, a família deverá aumentar o período de permanência, em Caraguá,  em suas férias de fim de ano.   
Ontem, muitos turistas e até veranistas, chegaram a armazenar água para levar para suas cidades de origem. Tambores de água podiam ser vistos nos bancos traseiros e nas caçambas de alguns veículos. 
     
O índice de ocupação nos hotéis da região central de Caraguá chegou a 100% no sábado e domingo. Centenas de pessoas tiveram que procurar alojamento em cidades vizinhas. Como não havia vagas nos hotéis e pousadas, os motéis tiveram lotação acima da média.
Muita gente, passou o dia de sábado na praia e, retornou para sua cidade de origem, a noite, por não conseguir alojar a família em hotéis ou pousadas da região.
O movimento também surpreendeu supermercados, postos de combustíveis, restaurantes, quiosques, bares, lanchonetes e sorveterias. Praticamente todas as praias tiveram movimento intenso de banhistas. Em Caraguá, até mesmo, a praia central, sempre vazia, ficou cheia no fim de semana. A noite foi difícil encontrar vaga para estacionar na região central de Caraguá.
 
A causa da “invasão dos turistas” tinha duas justificativas: o forte calor e a falta de água nas cidades do interior e capital paulista. O movimento de veículos acabou resultando em congestionamentos, ontem, quando do retorno dos turistas para suas cidades de origem. A viagem entre Caraguá e São Paulo chegou à durar 12 horas. Muitos motoristas perderam muito tempo na rodovia Rio-Santos, no trecho entre Ubatuba e Caraguá ou, no trecho de serra, da rodovia dos Tamoios. O tempo perdido nas estradas não irritou os turistas. O que tem irritado eles é a falta de água em suas cidades de origem.  A Sabesp garante que não haverá falta de água nas cidades do Litoral Norte.